Páginas

Rompendo as grades de ferro

02 junho 2014

Música do dia: Phillip Phillips - Raging Fire

Eu fiquei pensando no verbo lidar, e em todas as coisas não lidáveis com que se tem de lidar.  —  A Culpa é das Estrelas. 
 É claro que eu fiquei com medo. Como não ficar? Bate aquela insegurança "Será que sou capaz?". Arruma o cabelo e vai a luta, porque viver não mata, o que mata é ficar esperando sempre algo dos outros, você tem que fazer você acontecer. O passe de mágica existe, mas não gosta de dar o ar da graça. Aprende que dói menos.
Tanta gente por ai sofrendo bons e maus bocados, e você achando que sua meia dúzia de insatisfações são mais pesadas do que outros fardos. O mau da sociedade também é achar que o seu reluz mais, que o seu pesa mais. Lembre-se do nossos pais normalmente dizem, principalmente quando tem coisa errada envolvida: "Você não é os outros.". Sim, exatamente isso, não somos os outros, e precisamos nos portar de acordo conosco mesmo, o nosso não pesa mais do que o de ninguém, é nosso, e a gente aguenta. Se você não acreditar, quem irá?
Quem disse que crescer era fácil? Devia ter ouvido Peter Pan antes de ter ido tão longe, agora a brincadeira é outra, as regras são outras, e uma delas é: não deixe a peteca cair.
Se duvidarem que você consegue, não entre na dança e duvide também. Prove a você e deixa as coisas rolarem. As coisas mais difíceis tem um gosto mais doce depois. Surpreender-se todo dia é o que motiva uma rotina não cansativa, cada dia não vai ser igual o outro e isso é o combustível que muitos buscam para fazer as coisas do dia-a-dia, para sonhar, para socializar.
Estou brava sim, mas o que tem? É sempre quando sou radical que a minha vida de fato muda, e até agora não me arrependi de nenhuma medida drástica. Vou aprender na marra a cuidar de mim, e sem reclamar. Não fui criada para ser frágil. O mundo da Disney nunca me encantou assim, só agora, mas é uma relação respeitosa, eu vejo sua magia, mas não me cego e tenho mais força do que todos seus personagens juntos, afinal cada um deles contribuiu com um traço, certo? Certo.
E se as coisas ficarem muito difíceis, ouça aquela música que faz seu mundo real ficar em pausa ou em câmera lenta e deixa a mente viajar.

Nenhum comentário

Postar um comentário

 
Desenvolvido por Michelly Melo.