Páginas

Essencial mesmo é sair dos Trilhos

22 janeiro 2016
Novo lema: viver um dia de cada vez. Talvez aguentar um dia por vez. Sem sonhar, imaginar ou pensar. Acho que cansei de me decepcionar comigo mesma. Quem nunca se sentiu um desastre? Pois bem, cansei disso tudo.
O que o ano passado (2015) me mostrou, foi que prever muito as coisas, as deixam sem graça. Legal é descobrir, e se descobrir, a cada abertura que a vida ganha conforme as horas dos seus dias, antes entediantes, passam.

É o meu tesão pelo que está por vir. Uma vontade louca de ser desafiada a inovar a cada respirar. Ir por um caminho diferente, mesmo que seja motivado pela preguiça de subir a ladeira de sempre, ou assumir uma responsabilidade inesperada na faculdade... O importante e transitar entre os trilhos possíveis da vida. experimentar o que der vontade, conhecer o que instiga, e vivenciar cada situação e oportunidade como se fossem as únicas; pois nada será igual depois daquilo, você amadurece, ganha experiência, descobre novas conexões, e por ai vai.

Ir é importante também, mas se ficar em casa te deixa feliz, tire um tempo para se curtir isoladamente; por que não? Livre-se das regras, não é 8 ou 80; a vida é sua, você vai viver ela como escolher, não se ilude achando que Terceiros decidem seus rumos, é tudo você fazendo, e se sabotando.

Parei de sabotar. Acordei para vida, e acordei sorrindo. Estranho, eu sei. Mas convenhamos, quando a gente finalmente desperta de um período consideravelmente longo de imersão completa, nada é mais revigorante do que despertar, e sentir-se bem em acordar para vida seja uma segunda-feira 6 da manhã, ou sábado ás 10:00 horas. Decidi aplicar essa regra saudável, do bom sono e belo despertar, por toda uma vida; a minha vida!

Aprendi que quando sorrimos para vida, ela sorri de volta. E se pegarmos ela de verdade, ela até acena de volta... Uma simpatia de complexidade. Ela seduz e sinaliza suas curvas, fica apreensiva se estaremos dispostos a caminhar por ela, com os olhos, ouvidos, boca e coração abertos. Ela desequilibra para nos equilibrar, nos desconjura para fortalecer uma alma imatura, que vive atormentada pela fuga constante.

Chega de fugas, passou da hora de muita gente se disponibilizar a enfrentar certos desafios, e quando se sentir confortável, buscar novos, e mais difíceis, desafios, Afinal, se não for pra ter emoção, viveríamos dormindo, certo? Se bem, que até dormindo tem algumas emoções, nos sonhos, pesadelos... Enfim. 2016 chegou, e o que você tem a oferecer? Uma essência, ou apenas restos de uma parcialidade inconstante e equívoca?



4 comentários

  1. Vim retribuir sua visita e conhecer seu blog. Adorei o texto, é revigorante e dá vontade de viver mais intensamente, sair dos trilhos!
    Bjs❤
    Abrir Janela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou *-*
      Espero que todos os dias essa vontade de viver intensamente e se reinventar só aumente!

      Excluir
  2. Lindo texto, sua reflexão é fantástica. E o legal de tudo mesmo é deixar as coisas fluírem naturalmente, né? Parabéns pelo Blog e sucesso!

    Beijos...
    Matheus

    http://blogmatheusmiranda.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito agradecida pela visita, seja bem vindo!
      Fico feliz que tenha gostado do post e do Seja Frugal!

      Excluir

 
Desenvolvido por Michelly Melo.