Páginas

Frustração a parte...

19 fevereiro 2014

Música do dia: Skank - Mil Acasos 

“Mas sempre falta uma coisinha, a gente sempre quer o que não tem. A gente sempre arruma um "mas" pra dizer que não está tudo bem.”— Clarissa Corrêa.
Se sentir parte de algo é bem difícil. Parece que uma hora sempre vamos nos pegar pensando se somos mesmo uma parte significativa desse grupo, a qual tentamos e acabamos nos ligando de alguma forma. Na maioria das vezes, a descoberta dessa resposta nos frustra. Sim, porque por mais que a resposta seja positiva, nunca é como a gente desejaria. 
Está ai algo que a gente tem que constantemente estar lutando para lidar: nossas frustrações.
Ás vezes, elas são tantas, e tantas de uma vez só, que parece quase impossível lidar de forma digna com elas, sem perder a estabilidade. Mas com o tempo, o jogo de cintura, a gente vai aprendendo (nem sempre por escolha ou decisão própria) a passar por cada uma delas suavemente, sem pirar.
Há aqueles que pensam que cada frustração veio para terminar de ferrar com a vida do cara de vez, e que veio para maldade mesmo, derrubar o cara; e se ela fosse personificada então, daria altas gargalhadas dele. Porém, a frustração não é tão maligna assim, todas as vidas tem contratempos, tem coisas ruins e imprevisíveis; resta  a nós, não olharmos para elas como o demônio em si. São frustrações, e devemos encara-las como realmente são. Seriam, talvez, limites. Limites, os quais precisamos superar de certa forma, com ou sem pressão, com estabilidade ou não.
Tudo vem para acrescentar de alguma forma; só depende do jeito como a gente encara o jogo e as regras dele.
Não é porque te dizem que não dá, que você tem que acatar aquilo do jeito que vem, e pronto. Você precisa saber analisar a situação toda de um ponto de vista amadurecido (isso não é questão de idade...), e encarar certos fatos sim, sabendo que você pode mudar uns e melhorar outros. Os caminhos são tantos, que é normal se perder de vez em quando pelo caminho...

Nenhum comentário

Postar um comentário

 
Desenvolvido por Michelly Melo.