Páginas

Ser mais Criança...

24 dezembro 2015

O amor cabe até onde não tem cabimento. — Eu Me Chamo Antônio

E é quase Natal, ôh emoção!
Muitos viajam, outros se reúnem com os parentes que não encontram o ano inteiro... Essa época, sem dúvida, é usada para reencontros; mas será que a gente entende o que essas datas natalinas representam?

Recuso-me a definir Natal como um feriado no meio das férias escolares, com alvo comercial forte, e ser isso por si só. É muito mais. Tem o sentido religioso (para quem acredita...) de nascimento de Jesus, dias para "aprender" a perdoar, a se libertar das mágoas... Mas convenhamos, não é tarefa fácil, que em apenas uma data de Natal iria nos proporcionar sucesso na missão. Isso leva tempo, e eu me sinto melhor em pensar que pelo menos nessa data as pessoas tentam um pouco mais sabe; a maioria se esforça mesmo para ser fofa e carinhosa, mesmo tendo que lutar com um monte de problemas. 

Pois não é porque é Natal que tudo fica azul com bolinhas cor-de-rosa, claro que o clima Natalino nos deixa mais calorosos, menos céticos quanto ás pessoas. A esperança praticamente transborda; e cada sorriso infantil faz nosso coração reencontrar um tum-tum tão genuíno e puro... Alegria em ver o outro feliz!

O Natal vem mostrar que esse dia deveria se refletir nos outros 364 dias posteriores. Não é só nos dias 24 e 25 de Dezembro que tem que ter mais amor e gratidão pelo mundo, isso é pra todo dia, todo sempre; mesmo sendo difícil. O s adultos também deveriam creer no Noel, pois assim eles se comportariam melhor durante o ano, e com o tempo isso se tornaria uma rotina e não mais por referência a uma data específica. Ser bom, não significa que nossas facetas mais instintivas, ou distorcidas do padrão, sumiriam; mas que a gente está beirando um equilíbrio saudável das nossas personalidades com a sociedade em si. O mundo seria mais feliz se todo dia nós acreditássemos em um Noel inspirador, e um Natal para todos.

Então, se possível, ame mais, converse mais, veja mais, ouça mais, brinque mais, acredite mais, semeie mais, eduque mais... Não só hoje e amanhã, mas diariamente. E se possível... Bom, sempre é possível.
Finalizo esse post curtinho mesmo, pois tenho muito o que viver do dia de hoje, amanhã volto e conversamos um pouco mais. Boa Véspera, e que nós possamos ser mais coração de criança. Comente abaixo seus desejos para os dias seguintes, pro dia de hoje... Que nossos desejos sejam possibilitados por nós mesmo, por uma esperança mais intensa.

Nenhum comentário

Postar um comentário

 
Desenvolvido por Michelly Melo.