Páginas

Thumping Spike! Algo para reviver meu Passado com o Vôlei

13 junho 2016
Desejo que você não tenha medo da vida, tenha medo de não vivê-la. Não há céu sem tempestades, nem caminhos sem acidentes. — Augusto Cury
Sei que eu andei sumida, tempo de testes, e foi bem corrido; mas isso não quer dizer que teve pausa no quesito doramas por aqui... Eu assisto diariamente! Hoje o foco é esse short dorama: Thumping Spike, que embora tenha 20 episódios, que são bem curtos, com média de 20 minutos de cenas por episódio, é apaixonante. E ser curto não lhe tira seu encanto, e nem um elenco maravilhoso. Capricharam nas escolhas hein! Sou suspeita, pois sou fã da Hwang Seung Eon e louca pelo Song Jae Rim
Mas meu caso de amor com esse dorama vai além do elenco incrível, que ainda conta com meu mais novo amorzinho (Lee Tae Hwan), pois o tema é sobre vôlei;  e para os desavisados de plantão, eu joguei vôlei no Corinthians, treinamentos oficiais e pesados, por 6 meses (foi o tempo que o meu time durou, pois foi extinto, para manter as mais velhas jogando, e porque meu time estava de mal a pior o ano inteiro...). Ou seja, eu tive ótimas recordações, e péssimas também, sobre essa época linda da minha vida, e da qual eu ainda tenho saudade.

Basicamente, o dorama conta a história da jogadora Kang Se Ra que enfrenta problemas com sua carreira esportiva e com seu corpo, correndo risco de nunca mais jogar. Ela acaba cometendo um certo crimezinho contra o personagem do Lee Tae Hwan e por isso ela tem que ser treinadora do time de escola dele. Lá ela reencontra o Jae Woong, com quem já tinha tido uma treta básica, e as disputas de ego e orgulho começam. Como se não bastasse o conflito dentro do time, a escola pressiona pela extinção do mesmo. 

É linda a forma como o time começa a e moldar e mostrar seus pontos fortes, e o quão bons eles podem ser combinados; e melhor ainda, o quanto o olhar afiado de Se Ra pode ajudar esses meninos a não desistirem dos seus sonhos. E como sempre tem uma pegada bem familiar, como é de lei nos doramas; o quanto o apoio familiar é importante, e o quanto se deve cuidar de seus familiares...
 
Claro, tem romance no dorama, triangulo amoroso de praxe, e personagens cativantes. Os desafios que cada personagem vai enfrentando a cada episódio nos mostra que a vida é isso mesmo, um constante desafiar, e muitas vezes a gente tem muito mais a perder mesmo, mas não podemos fugir, muito menos das nossas responsabilidades.

Quanto ao romance... Deu vontade de shippar errado? Até que deu... Mas eu amo o Song Jae Rim, então fica difícil competir. Porém depois disso, Lee Tae Hwan se tornou tão importante quanto!
Tem a louca apaixonada? Tem também. Loucona, que ela mesmo tem orgulho do seu apelido de maluca. Vai entender... Mas achei que ela desistiu fácil demais desse amor platônico, talvez eu tenha ficado com essa sensação porque foi um dorama curto, e nem deu muito para explorar o personagem dela; mas nas cenas em que ela aparecia, eu sempre ria.

Bom, não darei spoiler, esse é um resumo do que vamos encontrar nesse dorama. Eu recomendo, vale a pena, mesmo sendo curtinho. Tem grandes aprendizados nesses 20 minutinhos. Faz a gente pensar quais são nossos sonhos e o que temos feito por eles, se não os largamos sufocados na gaveta... Espero que vocês tenham a oportunidade de assistir, e que se encantem com a história.

Título: Thumping Spike / 두근두근스파이크
Gênero: Comédia, Comédia Romântica, Short
Episódios: 20
Emissora: Sohu TV
Exibição: 2016
Classificação: 
 

4 comentários

  1. Já me falaram tanto desse drama que eu vou acabar assistindo haha adorei a resenha bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá moça, sorry pela demora, o blogger nunca deixa eu ver se tem comentário ;(

      assista, vale muito a pena *-*

      Excluir
  2. onde posso assistir esse dorama com legenda em portugues ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, então, quando eu assisti eu vi pelo Viki, mas certeza que tem em fóruns. Sei que no Fórum Kingdomfansubs tem o 2... Que eu ainda não assisti.

      Excluir

 
Desenvolvido por Michelly Melo.