Páginas

Mais do que fazer faculdade, se tornar Alguém!

22 julho 2016
Ser quisermos ser alguém de verdade, temos que conhecer de tudo um pouquinho; de Ratinho, Globo Rural, á TCC's renomados!   Carmen
Finalmente estou de férias! Mas sinceramente, eu nunca estou 100% de férias; pois fora os cursos extracurriculares que não entram em férias simultaneamente; eu inevitavelmente não consigo sossegar, pelo menos não enquanto eu não terminar meu TCC ou a faculdade. Eu sempre estou pensando em como vai ser esse próximo semestre, em quais matérias eu terei mais dificuldade; se eu darei conta da universidade, do curso de coreano, do CFC, do Inglês e do curso de sexta-feira (Matemática Financeira). Parece loucura, e realmente é! Onde eu estava com a cabeça quando planejei fazer tudo isso, ao mesmo tempo?

Acho que estou levando as palavras da minha mentora Carmen muito á sério. É como se eu não tivesse tempo o suficiente de entrar em contato com todos os mundos possíveis; ai eu fico aparentemente sobrecarregada. Mas a verdade é que a gente dá conta sim; se não ficar protelando, não criar tantas desculpas esfarrapadas, ou até mesmo autossabotagem. Se a gente eliminar essas nossas atitudes derrotistas e negativas a gente até consegue. Pode não sair tudo na mais perfeita ordem, mas sai.

O bom de uma rotina mais corrida, é que a gente não tem muito tempo para pensamentos negativos sobre nós mesmos; a gente se encontra 24 horas sendo desafiados por nós mesmos, por nossas expectativas e nossas construções; diante de desafios a gente tende a não vacilar nessas situações. Pois se desestabilizar em um, desestabiliza todo o resto; vira uma bagunça tremenda, que depois daria muito trabalho arrumar... Então a gente cuida mais de nós mesmo, para estarmos bem para cada tarefa, cada desafio. Olhamos mais para nós mesmos; conhecemos pessoas e mundos diferentes; convivemos com ambiguidades; estimulamos nosso lado mais humano, nosso raciocínio...

Se é cansativo? Muito, principalmente se a gente faz tudo bem feito mas é um cansaço gostoso, de se sentir em dia consigo mesmo, bem, produtivo.

Esse ano ainda tem um adendo, na verdade esse ano e no próximo; pois estou com meu TCC em andamento já. Esse ano é o de leitura (leituras essas que ainda mal comecei, mas irei) e provavelmente o mais tranquilo de levar. Conforme eu for lendo os materiais, eu provavelmente virei trazendo mini resenhas, pois são temas interessantes. Como ainda não comentei, o tema do meu TCC é sobre Fenomenologia para o Câncer de Mama. Não darei maiores detalhes não, mas é algo interessante.

Como estou nesse clima de TCC, preparem-se pois estarei compartilhando alguns TCC's que eu ler e achar legais, alguns vídeos de pessoas contando sua experiência com o TCC. Mais para rente, pode ter até um vídeo meu com as meninas do grupo, falando sobre o nosso TCC e tirando umas dúvidas básicas, quem sabe? Isso eu teria que verificar com elas, se elas se sentiriam confortáveis com isso...

O post de hoje é só para noticiar que 2016 vai ser loucura, e 2017 não será para brincadeiras! Justamente pelo fato de eu acreditar firmemente que a gente tem que vivenciar tudo o que puder; conhecer de tudo um pouco, principalmente do que se gosta. Isso, para mim, é ganhar experiência em menor período de tempo, aproveitando o máximo possível o que cada coisa tem a me oferecer; me doando de certa forma também, amadurecendo...


2 comentários

  1. Oi Sarah!
    Eu realmente imagino como sua vida deve ser corrida! Ainda estou no terceiro ano do EM e já acho tudo uma bagunça, imagino quando estiver na faculdade...
    Eu tenho algumas dúvidas sobre faculdade, te admito, e caso você faça o vídeo, com certeza vou querer assistir e acompanhar tudo que você compartilhar sobre isso por aqui! ❤️

    http://makingcolorfilm.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olha eu aqui de novo...rs
    Quer um conselho de alguém experiente que já passou por isso duas vezes?
    Relaxa, se não aos ideias não fluem. não se cobre por ter de render em todos os seus compromissos. Se for necessário corte algumas tarefas da sua rotina e depois as continue com mais tempo. Já tentei fazer isso: faculdade de jornalismo, francês nos tempos de folga durante a semana e trabalho integral na parte da tarde. Fins de semana? Sem chance, só fazendo trabalhos e estudando. Abri mão do meu curso de francês e um ano depois deixei meu emprego. Arrependimento? Jamais, pelo contrário. Depois tudo o que vivi me serviu de muita experiência. Você acaba de me dar uma ótima ideia para um post ;-)

    Te cuida menina!

    ResponderExcluir

 
Desenvolvido por Michelly Melo.